terça-feira, 5 de março de 2013

sina

Enquanto o Pierrot dançava
Colombina olhava,
atenta aos teus passos mansos
ela não piscava.
A cada duplos passos
Pierrot a abraçava e não soltava.
Os olhos dele,
cheios de felicidade por apreciar
aquele momento ao lado de Colombina
mostravam um outro Pierrot,
um que amava e que faria tudo para não a perder.
Segurou Colombina em seus braços e a
girava ao som
da música.
Colombina ria e ria.
Ria pois não sabia o que o amanhã
traria.
Ria pois não esperava que o dia acabaria.
Ao cessar da música
Pierrot a beijou e falou,
eu te amo
Colombina com uma respiração acelerada,
acalmou-se e respondeu,
você sabe que é mais que isso e sempre foi.



Nenhum comentário:

Postar um comentário